Membros do Blog Filhos da Misericórdia...participe também!

sábado, 1 de agosto de 2009

O HUMOR DOS SANTOS


Costuma dizer-se e com toda a pertinência que "UM SANTO TRISTE É UM TRISTE SANTO". Isto significa que, ao contrário do que MUITOS pensam, um santo não precisa ser taciturno e rabugento. Claro que aquele que procura seguir as pegadas do Mestre deve ser reto em tudo,mas esse amor que queima o coração dos santos faz com que eles transbordem em alegria, uma alegria que vem do alto e os faz ver a vida com outra pespectiva que os faz certas vezes brincar com a realidade que os cerca.

Ocorreram-me agora algumas situações engraçadas que sucederam com grandes Santos e que espelham bem a simplicidade da infância espiritual visível até nos seus gracejos.A primeira ocorreu com o Servo de Deus Papa João Paulo II quando usou pela primeira vez uma bengala. Parafraseando Galileu, João Paulo II referiu-se á sua bengala nestes termos: "Eppur si muove" /" e contudo ela move-se" (Galileu referia-se á terra).Outro episódio engraçado ocorreu com São Pio X. Havia em Roma uma comunidade de Irmãs que cuidavam do asseio das vestes do Papa. Acontece que uma que sofria terrivelmente de varizes calçou uma meia do pontífice e supostamente ficou curada. A história correu mundo e o suposto milagre chegou aos ouvidos do Papa que surpreendido e divertido com o insólito episódio respondeu: "Ai sim, ficou curada? Só eu é que não tenho sorte nenhuma, todos os dias calço meias do Papa e não há meio de curar as minhas varizes".

Tambem ficaram célebres dois episódios ocorridos com o Beato João XXIII. O primeiro deu-se logo após a eleição para o sumo - pontificado. Como aconteceu por mais do que uma vez na história o modelo da sotaina branca confeccionada para o novo Papa a ser eleito seguiu as medidas do Papa anterior. Naquele caso concreto Pio XII (alto magro e diáfano) era o antecessor de João XXIII (baixo e volumoso). Quando lhe tentavam ajudar a vestir a sotaina branca o novo Papa terá solto este gracejo: "começo a sentir as dificuldades do Pontificado". Outra situação caricata envolvendo este Papa deu-se quando numa audiência, ao receber um grupo de Irmãs estas se apresentaram como Irmãs de São José ao que o Papa terá respondido: "a sério? Estão muito bem conservadas!".Conta-se que Paulo VI (que não era uma pessoa muito expansiva) aquando da visita a Fátima, quando Salazar o cumprimentou perguntando "como está vossa Santidade?" lhe respondeu "muito bem, e Vossa Eternidade?".O Papa Leão XIII festejava o seu 90º aniversário. Passava pela multidão todo paramentado. As senhoras piedosas de Roma gritaram: “Possa o senhor viver cem anos, Santo Padre”. O Papa, que já tinha 90, respondeu de improviso: “Minhas filhas, por que limitar as bondades da Providência divina?"

Certo dia em que ofereceram alguns doces a Santa Teresa de Ávila e a São João da Cruz, ele disse: “Se se pensasse na justiça de Deus, não se comeria nunca, por isso não os comerei por amor a Deus”, mas ela respondeu: “E se se pensasse na sua bondade, comer-se-ia sempre, por isso os comerei por amor a Deus”. Esta Santa, muito conhecida por suas tiradas de um humor fino, certa vez caiu de sua carruagem ao voltar de uma das suas fundações na Espanha. Caindo por terra e se vendo toda suja de lama, já cansada e doente, disse:"Ah, Senhor, por que me tratas assim?"Aparecendo-lhe Jesus disse-lhe: "Teresa, filha minha, é assim que trato meus amigos" "É por isso que tens tão poucos!" Respondeu a santa de uma vez. Outra vez um Frei Carmelita chamado Frei João das Miserias quis pinta-la para deixar para posteridade seu retrato, ao que ela de muito contra gosto aceitou para satisfazer as irmãs. Ao terminar Frei João mostrou-lhe o quadro ao que ela disse num humor tipico seu:"- Valla-me Deus, Frei João! Deus te perdoe porque, posto-te a pintar, me pintaste tão feia e remelosa".Coisas de Santa Teresa!Hhehehehe

Não podia por ultimo esquecer o Bravo São Tomás More e de modo particular a fortaleza que revelou no seu martírio, do qual soube retirar heróicas tiradas de humor. A primeira deu-se aquando da condenação. Pela sentença o réu era condenado "a ser suspenso pelo pescoço" e a cair em terra ainda vivo. Depois seria esquartejado e decapitado. Em atenção à importância do condenado o rei, "por clemência", reduziu a pena a "simples decapitação". Ao tomar conhecimento disto, São Tomás comentou: "Não permita Deus que o rei tenha semelhantes clemências com os meus amigos".A ultima situação caricata e com esta findo ocorreu em pleno dia do suplicio. Apoiado no braço do tenente da torre de Londres, pediu a sua ajuda para subir ao cadafalso, e acrescentou: “Para descer, eu venho sozinho”.

Eu particularmente gosto desse tipo de santo...pra vcs um otimo fim de semana!
Dedicado especialmente a meu filho Iago das Alegrias do Coração de Maria....

2 comentários:

Iago disse...

muito obg Pai.
Vou ser santo por que Deus é santo e ele que me fazer santo.
A alegria e o humor sempre vai fazer parte de minha vida por que Jesus é a minha Eterna alegria.
um grande abraço

petra ariely disse...

rsrsrsrsrs eu quero ser santa, mas acho que eu vou mais é rir das piadas dos confrades do que eu fzr uma.