Membros do Blog Filhos da Misericórdia...participe também!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Santidade: Desejo de Deus, vocação do homem









Neste dia de todos os santos, vamos meditar na busca da santidade a qual fomos chamados por Deus.

A santificação do homem implica em que este una-se a Deus de forma plena em sua liberdade pessoal. A santidade é assim não somente um esforço humano, um exercício de ascese, mas essencialmente consequência de sua união com o Senhor, que é o Santo dos santos:

"Pois eu sou o Senhor, vosso Deus. Vós vos santificareis e sereis santos, porque eu sou santo"(Levítico 11,44).


Antes de ser um desejo do homem, santidade é primeiramente um chamado de Deus, que convida o ser humano a realizar-se plenamente Nele. Isso é santidade: plena realização daquilo que somos em nossa essência mais profunda

Aí é que o conceito de santidade aparece na sua verdadeira riqueza, como realidade vivida, como resposta à um apelo de Amor, que penetra a existência da pessoa justamente porque, com a riqueza do seu ser e com a espontaneidade de sua vontade livre, se une a Deus entregando-se a Ele com o calor desse mesmo amor.


Da parte de Deus, Jesus veio realizar de fato esta união do ser humano com Deus, pela Graça, e por isso, todos nós somos chamados à santidade e segundo as palavras do Apóstolo:"Porquanto, esta é a vontade de Deus, a nossa santificação (I Ts 4, 3; Ef. 1, 4).

A santidade depende da nossa união com Deus, e desde o Antigo Testamento, o povo compreendeu esta realidade, de modo que chamava "santo", tudo aquilo que entrava em contato com Deus como objetos, lugares e pessoas.



Cristo veio, "para que todos tenham vida, e a tenham em abundância" (Jo 10,10), isto é, para dar aos homens sua vida Divina, a fim de que eles possam entregar-se e unirem-se a Deus não mais como simples seres humanos, e sim como pessoas introduzidas e elevadas à intimidade sobrenatural, com as características e riquezas típicas de quem participa da vida divina.

Isto é o que chamamos de santidade ontológica, ou seja, que não está embasada em práticas puramente externas, mas que parte do ser, do interior, do lugar onde Deus colocou em nós o germe da santidade como vocação mais profunda.Assim, santo é aquele que aprende a entregar-se sem reservas ao Amor do Senhor que santifica, ou seja, torna a pessoa semelhante a Si, por via unitiva, a via do Amor!.



Dizia São João da Cruz que objetivo do homem na terra é alcançar “Perfeição da Caridade e elevar-se à dignidade de filho de Deus pelo amor”;

“Não há trabalho melhor nem mais necessário que o amor”, disse o Santo. “Fomos feitos para o amor”. “O único instrumento do qual Deus se serve é o amor”. “Assim como o Pai e o Filho estão unidos pelo amor, assim o amor é o laço da união da alma com Deus”.



Mas como buscar esta santidade? Sabemos que não somos capazes de atos santos, sabemos entretanto, que a medida que renunciamos à levarmos uma vida cujo centro está o pecado, renunciarmos também a satanás e as suas e as suas obras, para vivermos segundo Cristo, para vivermos a vida de Jesus , de modo que aos poucos, Jesus vá ocupando todas as áreas do nosso ser, para que Ele viva em nós, aja em nós e por nós.

Com a ajuda cotidiana da Graça, podemos sim, apesar de nossas fraquezas, almejarmos a santidade. Santa Teresinha dizia:


"Sempre quis ser santa, mas via-me sempre tão fraca e imperfeita(...) em lugar de me desencorajar, eu me disse: o Bom Deus não seria capaz de inspirar desejos irrealizáveis, portanto, posso em minha pequenez aspirar à santidade;"

Esta confiança nos faz disponíveis à ação da Graça em nós, que pouco a pouco nos trabalha, nos modela, como o Oleiro que ocupa-se em seu vaso (Jr 18,3).



Através do Batismo, recebemos a Graça Santificante, e isto nos dá uma identificação com Cristo e nos torna capazes de viver realmente a vida de Jesus em nós.

Para o apóstolo Paulo, os cristãos devem buscar ser, cotidianamente, como Cristo, até alcançarem a plenitude da humanidade de Jesus, a ponto de dizerem como Paulo: "Vivo, porém não eu, mas é Cristo que vive em mim".
Como canta Padre Zezinho, santidade é,"Amar como Jesus amou..."


Em todos nós batizados, deve haver uma postura na qual expresse a mesma atividade de Jesus para com Deus Pai, submetendo-nos livremente à ação do Espírito Santo, e uma busca de assumirmos os mesmos sentimentos do Coração de Cristo para com todos os homens.
É necessário que assumamos conscientemente o que Cristo operou em nós através do Batismo, e testemunhamos com nossas vidas nossa fé.

A Santidade Cristã, consiste na união com Cristo: Verbo Encarnado e Verbo Redentor, único mediador entre Deus e os homens e fonte de toda graça e santificação.




Portanto, a vida inicial de santificação é realizada pelo Espírito Santo mediante o nosso Batismo, e é a partir dessa promessa que devemos viver "segundo o Espírito" e não "segundo a carne", quando buscamos a santidade. Sozinha na luta para ser santo, a vontade do homem será derrotada.

Graças ao Espírito de Deus em nós, homem pode sair vitorioso na luta contra o pecado, pois este mesmo Espirito capacita-o para ser santo.



Então podemos dizer que santidade se configura numa disposição do cristão que se deixa conduzir pelo Espirito Santo, sendo assim fruto da ação do Espírito Santo dentro dele, do que propriamente sua.



Este já não ama com suas próprias forças e sentimentos, mas com os de Cristo. Todas as suas obras, suas orações e iniciativas apostólicas, a vida conjugal e familiar, o trabalho cotidiano, o descanso e as próprias provações e tribulações, são suportadas facilmente e se tornam instrumentos de conversão e renovação interior do homem, pois sob a Graça do Espirito tudo isso faz no homem uma "Cristificação" e mais ainda, de passos concretos em busca da santidade.

Neste dia de todos os santos busquemos ser dóceis á ação do Espírito em nós.


Bom dia a Todos! Vivamos, pois, em santidade...

4 comentários:

Marian disse...

¡Que bien hace a mi alma el venir por su blog.¡La santidad!¡Cuanto la desea
mi alma...¡
Gracias por tan magnifico post!
Dios le bendiga y le colme con su amor.
Un abrazo

Comunidade Mariana Filhos da Misericórdia de Jesus Salvador disse...

Gracias Mariam...vamos juntos no caminho da santidade!

http://tercodoshomenspsdg.blogspot.com disse...

Os maiores presentes que Deus nos deu são, sem sombra de duvida, a vida e sua Imagem e Semelhança.
E ao celebrarmos a Solenidade de Todos os Santos, temos uma certeza ainda maior do amor de Deus por cada um de nós.
Parabéns pela postagem, linda mensagem; como todas as outra. Deus os abençoe.

Comunidade Mariana Filhos da Misericórdia de Jesus Salvador disse...

Que bom que gostou da postagem irmão.Muito obrigado a todos do terço dos homens! Rezem por nós, santos homens de Deus!