Membros do Blog Filhos da Misericórdia...participe também!

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

MANJEDOURAS DE AMOR





Neste natal é preferível mais interior que exterior
Precisa-se ir mais além, conhecer o amor
Não precisamos de muita luz
Nem de muitos cartões
Basta lembrar a ternura do menino Jesus
E já não precisamos de tantas emoções.

Caminhando a passos lentos,
Sentimos brusco o sopro do vento,
Que bate no rosto, talvez transpasse o coração,
Pedindo ao Menino que ao longe vem
Trazendo, com carinho, tanto alento.

Andamos por muito tempo
Em vales e pântanos escuros,
E no mais repentino da alma,
Vem um Amado com calma
E faz do nosso coração manjedoura,
Cheia do vivo amor para Seu nascimento

Ao nascer, já sabe falar ao coração do mundo,
Palavras de misericórdia e amor profundo
Mas suas promessas vão além do humano pensamento,
Pois Ele traz mistérios de amor,
Junto com o ouro, a mirra e o incenso.

Além de Amor,
Vem anunciar o céu e a salvação,
Podar árvores de almas machucadas
Há muito nem notadas,
Pisadas pelo mundo vão.

Enfim, lá vem o Pequenino,
Templo de pureza e real encanto,
Com mãos de afago, mãos de menino,
Que consola dor e enxuga pranto.
E mais, Ele diz que Natal
Não é passageira comemoração,
E nem luz que se apaga facilmente,
Mas luz que alumia veementemente,
Todos os dias o coração.


Vinícius da Silva Vieira, Vocacionado FMJS - Poema publicado no Jornal O POVO de 23/12/2010

3 comentários:

F.E. Adriano Pontes disse...

Muito bonito o poema!
Feliz Jesus!
Feliz 2011!

Dlainy disse...

'Foi assim que eu comemorei o meu Natal e iniciei o meu Ano Novo! Muito lindo o poema do Vi..parabéns! O que sou hoje, além de Deus, agradeço a todos desta família!

Alexandre Sousa disse...

Um espetáculo!!!
Jesus encanta, o Natal encanta, a poesia encanta! Eu, amante de Jesus e da Poesia, me encanto com estes encantos! Louvado seja, Senhor!